Mais uma para a lista: será que meu cachorro pode comer? Já falamos aqui no blog sobre diversos alimentos e chegou a vez da melancia. Será que é seguro dá-la ao cachorro ou é preciso ter cuidado? Vamos descobrir! 🙂

A resposta para a melancia é sim, está liberado! Você só precisa tomar cuidado com as sementes em função da possível obstrução intestinal já que não são corretamente digeridas pelo sistema digestivo do cachorro, assim causando desconforto. Caso seu cãozinho seja do tipo esganado, é muito importante que você retire as sementes antes e corte em pedaços menores para que ele não coma tudo de uma vez só.

Quais os benefícios da melancia?

A melancia é uma fruta excelente para os cães porque tem sabor doce, o que faz eles adorarem! Além disso, ela possui pouquíssimas calorias, sendo que uma xícara dá em média 50 calorias. Sobre seus benefícios, ela é extremamente nutritiva sendo rica em vitamina A, vitamina B6, vitamina C e potássio. Ela também possui muitas fibras, o que ajuda no trânsito intestinal, e é rica em água que auxilia na hidratação dos peludinhos.

Ela não possui gordura ou colesterol, sendo excelente para cães que estão precisando de uma dieta. Vale ressaltar que o corpo do cachorro não absorve tão bem quanto o nosso todos esses nutrientes, porém isso não quer dizer que os peludinhos não os aproveitem.

melancia

Cuidados

É muito importante não exagerar na quantia de melancia dada assim como jamais substituir a alimentação regular feita com ração por frutas e vegetais. Você deve sempre considerar esses alimento como um petisco, um lanche leve. Sobre a quantidade, lembre-se do porte do seu cachorro. Se ele for pequeno, obviamente você deve dar um pedaço pequeno. Nunca se esqueça de retirar nenhuma semente e também é importante retirar a casca para evitar acidentes.

Nunca se esqueça que a sua comida não deve ser a mesma que a do seu cachorro e sempre pesquise e se informe antes de oferecer qualquer coisa diferente de ração para garantir que seu pequenino se mantenha feliz e saudável. Também é muito importante consultar seu veterinário de confiança antes de adicionar qualquer coisa a dieta do seu pequeno pois existem quadros de saúde que podem exigir restrições, assim você deve ficar de olho e tomar uma decisão consciente junto ao especialista.

Gostou das dicas? Está feliz em poder compartilhar um pouquinho da sua alimentação com seu pequeno? Não sei vocês, mas eu acho muito legal poder promover este tipo de momento porque nossos amigões ficam especialmente felizes nestes momentos, assim fortalecendo ainda mais a relação cachorro-tutor. Conte para a gente sua experiência nos comentários!