Muito se fala sobre a ansiedade de separação e a importância de não permitir que isso aconteça com o seu cachorro. Porém, você sabe o que é isso exatamente?

Cachorros sentem por seus tutores um amor e apego muito grande, isso graças a sua tendência genética de viver sempre em matilha onde passavam 24 horas com seus companheiros, logo toda essa relação se torna normal. Porém, a ansiedade por separação ocorre quando existe um hiper apego do pequeno com o dono, assim causando uma série de sintomas quando o cachorro passa o dia sozinho. Isso costuma ocorrer quando o cachorro sente muito medo de ficar longe de seu tutor, assim se sentindo ameaçado, em perigo e constantemente em estado de alerta.

Esse estado de alerta é capaz de fazer com que o cão destrua objetos, chore incansavelmente e desenvolva comportamentos repetitivos que podem lhe fazer mal. Segundo pesquisadores, cães com este problema não conseguem se controlar – tamanha sua ansiedade – e o quadro só ocorre quando estão completamente sozinhos. Acredite se quiser, porém hoje 15% de todos os cães possuem este grave problema e isso ocorre devido ao tratamento não adequado da situação, tornando o cão infeliz, estressado e ansioso. Quando isso começa, você precisa intervir rapidamente!

Causas comuns da ansiedade de separação

Existem algumas causas que são extremamente comuns e que acabam motivando todo o problema. Em geral, tudo ocorre devido ao excessivo apego que o peludo tem com seu tutor, porém isso pode ser intensificado através das seguintes causas:

  • Se você passava muito tempo com seu cachorro e por alguma razão começou a não fazê-lo mais, certamente a nova rotina causará estresse ao pequeno, causando o estado de ansiedade. Isso ocorre quando o tutor tira férias ou passa algum tempo desempregado e depois volta a trabalhar e é necessário muito cuidado para que o cão se sinta bem com esta mudança;
  • Mudança de casa também pode ser algo muito estressante devido a necessidade de adaptação do cachorro. É preciso estudar muito como fazer esta adaptação para não causar traumas no cachorro e para que ele não se sinta completamente só em um ambiente desconhecido;
  • Você passeia com ele diariamente? Brinca? Conversa? Tudo isso é importante para que seu cão se sinta amado e protegido, além de necessário para que ele gaste sua energia, assim no tempo sozinho ele irá descansar e relaxar;
  • Cachorros podem ter experiências traumáticas quando estão sozinhos que você não faz nem ideia, então se do nada ele começou a apresentar este comportamento de excesso de apego, preste atenção para descobrir se não há barulhos fortes ou outros motivos na vizinhança para apavorar seu cachorro;
  • Se ele for filhotinho e esteja com esta ansiedade, a provável causa é o desmame precoce e é por isso que é muito importante respeitar o tempo do pequenino com sua mãe, então realizar o desmame junto com os irmão para só então leva-lo para sua casa. Socialize seu filhotinho caso este seja seu problema que, aos poucos, ele irá se adaptar.

Sintomas

Dentre os sintomas mais comuns estão urinar fora do lugar estipulado, recepcionar você de forma exageradamente feliz, latir demais, ter comportamento destrutivo destruindo tudo o que você possui, aparência inquieta, nervosa e angustiada quando sabe que você está para sair de casa e, por último, casos graves podem causar até mesmo vômitos. Se isso está acontecendo com seu amiguinho, consulte seu veterinário imediatamente e pensem juntos em soluções para a ansiedade de separação.

Você sabia de tudo isso? Comente!