Canecas para Presente

Em um mundo de sofrimento com tantos animais abandonados ou esperando um lar em abrigos e ONGs, é muito importante e nobre adotar ao invés de comprar seu cachorrinho. Independente de ter ou não pedigree, ele irá te amar com todo seu coração. Porém, tutores de cachorro vira-lata muitas vezes se perguntam sobre qual sua expectativa de vida e isso hoje iremos descobrir!

Muitas pessoas tem o costume de dizer que cães sem raça são capazes de viver muito mais do que cachorros de raça, mas será que isso é verdade? Realmente, um cão vira-lata é conhecido por sua força já que ao longo dos anos foram se mesclando e se reproduzindo, assim se tornando mais resistentes aos diferentes fatores ambientais. Isso significa dizer que grande maioria é capaz de viver de 16 a 18 anos, chegando até mesmo aos 20!

Porém, tudo depende de seu estilo de vida – é claro! É preciso ter uma boa alimentação, condições de higiene e saúde, vacinas, proteção contra doenças e é claro, muito amor. Cada cachorro é diferente, possui seu porte, seu histórico, sua genética, então este valor é uma grande média geral que pode ser diferente para cada peludinho. Infelizmente, não é possível prever a saúde e expectativa de vida de um cãozinho, só tendo esta resposta no infeliz dia de seu falecimento. Este quadro é diferente em cães de raça já que devido a média mais segmentada e todos os cachorros de uma mesma raça terem grandes semelhanças, se torna mais fácil afirmar um número.

Quanto tempo vive um cachorro vira-lata? 2

Leia também: Quanto tempo vive um cachorro?

A grande vantagem do cachorro vira-lata diante do de raça é a riqueza de seu sangue extremamente variado, diferentemente do sangue empobrecido e com alta consanguinidade deles. Este fato faz com que os pequeninos com pedigree tenham maior chance de desenvolver problemas de saúde e, por consequência, acabem vivendo menos tempo. Diferente do histórico muito bem registrado da maioria das raças, o cachorro vira-lata possui uma história marcada por cruzamentos aleatórios que vem desde o tempo dos lobos selvagens, estas cruzas ocorriam sem quaisquer intervenções do homem.

Devido a seleção natural, neste período os mais fracos viviam menos, assim perpetuando os mais fortes que iam se fortalecendo a cada geração. Isso trouxe aos cães vira-latas um grande vigor híbrido, sendo mais resistentes a doenças e fatores ambientais herdados devido a consanguinidade. Hoje podemos dizer que os cães sem raça não possuem nenhuma desvantagem em relação aos que a possuem. O interessante é que neste caso cada cão é único e possui suas próprias características, temperamento, porte e muito mais!

Ou seja, adotar um pequenino sem raça é uma grande caixinha de surpresas acompanhada de muito amor e gratidão. Por isso, se está pensando em ter um cachorro em casa, que tal considerar a hipótese de adotar ao invés de comprar? Dê a chance, tenho certeza de que não irá se arrepender.

Canecas para Presente