A saúde de nossos cachorros só depende de nós e por isso devemos estar sempre de olho em qualquer modificação no corpo ou comportamento deles. O câncer de mama em cadelas é uma doença séria que se tratada rapidamente, tem grandes chances de cura, porém também pode ser fatal. Por isso hoje vamos contar para você quais são exatamente os sintomas que podem acontecer caso sua cadelinha esteja doente.

Cadelas tem dez glândulas mamárias que ficam simetricamente uma ao lado da outra do peito até a virilha. Infelizmente, é muito comum que tumores apareçam nesta região em cadelas que possuam mais de seis anos de idade, sendo que a maior incidência é aos dez anos. Esses tumores podem tanto ser malignos quanto benignos e surgem principalmente devido aos hormônios estrogenio e progesterona que oscilam durante o ciclo reprodutor das cadelas.

Principais sintomas

O primeiro sinal que você conseguirá observar é um pequeno inchaço, uma maça que fica em uma ou em várias mamas. Ela é indolor e basta um rápido exame físico para identifica-las. Seu tamanho é variável e possuem um contorno bastante definido que fica preso ou livre do pelo. Elas costumam aparecer principalmente nas mamas inguinais, ou seja, nas maiores e ocasionalmente podem ocorrer feridas na pele devido a ulceração. Também pode ocorrer secreção com sangue no mamilo.

Ao verificar esses sintomas, você deve ir imediatamente ao seu veterinário que irá fazer um exame físico para confirmar o diagnóstico. Então, ele irá indicar um procedimento cirúrgico com o objetivo de coletar material para biopsia, é este o exame que irá identificar se o tumor é maligno ou benigno, caso seja maligno ele também irá informar o grau de virulência. A partir de todos esses dados o veterinário poderá dar um prognóstico, expectativa de vida e possibilidade de recidiva – o que acontece bastante e pode ocorrer tanto no mesmo local quanto em outros diferentes.

Leia também: Como cuidar de um cachorro desnutrido

Sintomas de câncer de mama em cadelas 2

Tratamento do câncer de mama

Para tratar o câncer de mama é preciso primeiro de um diagnóstico precoce, por isso é muito importante você ficar de olho no corpo da sua cadela sempre e também no comportamento dela e de outros cachorros ao redor. Cães sentem o cheiro de tumores, então se você observou que um de seus peludinhos está cheirando demais a mama de sua cadela e lambendo, certamente ali há um tumor. Quanto mais cedo, mais rápido ocorre a cirurgia de retirada do tumor e menor a chance dele reaparecer ou ter se espalhado para outras regiões.

Caso demore muito a descoberta, é possível que as massas acabem aparecendo em outras partes do corpo, dificultando a cura e o tratamento também. O primeiro passo é retirar as massas através de um procedimento cirurgico e dependendo da dimensão, pode ser retirado apenas o tumor, a mama ou ainda toda a cadeia mamária, quanto maior e mais agressivo, mais invasiva será a cirurgia. Devido a seu caráter hormônio-dependente, também pode ser necessário realizar uma ovarioisterectomia, ou seja, a retirada tanto do útero quanto dos ovários.

Caso o resultado da biópsia revele metástase, não é recomendado que se realize cirurgias. Independente dos casos, também pode ser necessária a realização de sessões de quimioterapia para prevenir e controlar a metástase. Sobre o pós-operatório, ele ocorre da mesma maneira que de outras cirurgias, é preciso cuidar para não ocorrer infecções ou que a cadela arranque os pontos. É preciso que ela fique quietinha, longe de outros cãezinhos da casa para se recuperar. A área precisa se manter limpa, você precisará trocar os curativos com frequência e fazer a limpeza da área com os pontos seguindo a orientação do seu veterinário. Também será necessário o ouso de antibióticos e analgésicos.

Prevenção

A melhor prevenção possível é a castração precoce, isso devido a sua ligação direta com os hormônios da fertilidade. Após a esterilização, a cadela não entrará no cio e por isso não terá alterações hormonais e por isso não irá desenvolver tumores. É muito importante operar antes mesmo do primeiro cio para que seja evitado ao máximo, caso a castração ocorra após o primeiro cio, a chance de proteção é de 90% e assim vai reduzindo.

Além disso, é muito importante que, caso o câncer de mama apareça, seja diagnosticado rapidamente para aumentar as chances de vida da cadela, então repito: esteja sempre de olho nos seus animais e em caso de qualquer mudança, corra para o veterinário o mais rápido possível.

Você sabia de tudo isso? Comente!