Canecas para Presente

Todos nós temos em nosso corpo uma região na ponta dos dedos que é única em cada indivíduo, nós a chamamos de impressão digital. Através de sua individualidade é possível criar acessos únicos a smartphones, na hora de votar e até mesmo para identificar criminosos. Entretanto, será que cachorros também possuem esse tipo de impressão?

SIM! Os cachorros também possuem uma parte do seu corpo que é única em cada um e que poderia funcionar para identifica-los em qualquer lugar se houvesse um banco de cadastro. Esta ‘impressão digital’ não fica nas patinhas, como era de se esperar. Ela fica no nariz! Isso mesmo, os cachorros possuem impressões nasais que funcionam exatamente do mesmo jeito que as nossas e são capazes de identificar até mesmo a raça e o pedigree de um cachorro. Incrível, não é mesmo?

O que posso descobrir através da impressão nasal?

Se você observar de perto verá que o nariz do seu cachorro possui inúmeras linhas que seguem caminhos aleatórios e que podem ser mais rasas, mais fundas, curtas, grossas, enfim. Se você tiver dois peludinhos em casa, observe seus narizes para atestar com seus próprios olhos que são extremamente diferentes.

impressão nasal

Entretanto, apesar da individualidade de cada impressão nasal, existem padrões nestas linhas que são capazes de nos informar alguns dados interessantes. Através da forma como as linhas se formam é possível descobrir qual é a raça exata docachorro e também qual seu pedigree, ou seja, se sua linhagem é pura ou não. Se for vira-lata, através de um estudo dos padrões em alguns casos é até mesmo possível descobrir quais são os mistos genéticos das gerações mais recentes. Incrível, não é mesmo?

Vantagens do uso da impressão nasal ao invés do microchip

A impressão nasal é exatamente como a impressão digital, ou seja, é única e não muda jamais! Logo, este seria a forma mais eficaz de identificar o cachorro se fosse realizado um grande banco de cadastros. Inclusive, a Kennel Club com sede no Canadá faz o cadastro dos narizes de cachorros desde 1938!

O microchip é colocado no cachorro através de um procedimento um tanto invasivo que guarda as informações através de um dispositivo físico. Segundo a Revista Dogs Naturally não é incomum que os números dos microchips sejam duplicados, atrapalhando na hora de identificar quais são os donos daquele cachorro em especial.

Também é comum que o microchip se movimente ao longo do corpo conforme o tempo passe, causando dificuldade na hora da identificação. A coleta da impressão nasal é indolor, não precisa de tinta e pode ser feito pelo próprio dono. O único porém é que caso ocorram ferimentos ao longo da vida do cachorro no nariz, é possível que cicatrizes alterem a marca – da mesma forma como pode acontecer com a sua digita.

Por que ainda são utilizados microchips?

Mesmo sendo claramente mais eficiente, a impressão nasal infelizmente ainda não é utilizada para cadastro e identificação atualmente. Isso acontece devido aos altos investimentos que seriam necessários em equipamento e em software para fazer o cadastro, isso além de ser necessária toda uma logística e campanhas de estímulo ao cadastro. Isso poderia levar anos e anos para conquistar apenas uma parcela do número de microchips que já existem hoje.

Leia também: Curiosidades sobre o focinho do cachorro

Você sabia que o nariz do cachorro é como uma impressão digital? 2

Entretanto, estudos estão sendo feitos e empresas estão se desenvolvendo justamente para sanar estes problemas, criando equipamentos que fossem eficientes na hora do cadastro e que pudessem facilitar toda a logística. Seria necessário fazer parcerias com as prefeituras das cidades de todo o Brasil para conquistar uma grande quantidade de cadastros, porém com certeza seria um investimento muito eficiente. Já imaginou como seria legal se houvesse um aparelho que fizesse a leitura da impressão nasal e já identificasse na hora os donos, sem ter que levar o cachorro até uma clínica veterinária para a identificação.

Coloque microchip no seu cachorro!

Ninguém aqui está livre de acidentes e cachorros fogem todos os dias, perde-los é realmente algo muito, muito triste e se eles tiverem o microchip, a chance de seu amigo peludo voltar para casa é muito maior. Infelizmente, nossa tecnologia ainda não evoluiu o suficiente para fazer leitura das impressões nasais, porém isso não é desculpa para não utilizar o microchip.

Eu sei que certamente você sente tristeza em saber que seu cachorro sofrerá um pouquinho durante a aplicação, entretanto é muito melhor que ele esteja seguro após umas poucas gotas de sangue do que inseguro nas ruas sem ninguém saber qual é seu tutor. Além disso, invista também em coleiras com identificação e tome todo o cuidado para que seu cachorro não fuja.

Você sabia de tudo isso? Comente!