Não há nada mais constrangedor do que você receber visitantes e seu cachorro decidir se esfregar em suas pernas. É claro que isso causa vergonha não apenas em você, que é o tutor, como também no visitante que fica sem saber o que fazer. Porém, você sabe por que isso acontece?

O primeiro passo é ter em mente que você precisa entender o processo, não adianta ficar furioso com seu cachorro ou ameaçar bater nele para que pare. Tenha sempre paciência e saiba que quando o assunto é cachorro, tudo possui uma razão e também uma solução. Então leia esta matéria com amor e atenção para fazer tudo certinho e não magoar seu cachorro.

Qual a resposta?

A resposta é simples e não tem malícia alguma. Quando um cachorro monta em outro ou se esfrega em pessoas desconhecidas, ele está tentando expressar sua dominação e dizer que ali é seu lugar. Ele quer que o outro demonstre submissão e entenda que o território já foi dominado. Agora, se for um filhote, ele pode estar fazendo isso para treinar para a vida adulta, como uma brincadeira mesmo. Ele também pode estar imitando o irmão mais velho e acaba adquirindo o hábito.

Leia também: 8 comportamentos do tutor que o cachorro odeia

esfrega

Além disso, existem fatores que fazem com que o gesto vire rotina. Se seu cachorro fica muito tempo sozinho, não recebe atenção ou ainda nunca brinca com seu tutor, ele está fazendo isso justamente para provocar uma reação. Para fazer com que você o perceba e lhe de algum carinho, brinque com ele e lembre-se de que ele existe.

Certo, mas esse comportamento possui algum impulso sexual?

Depende. Se seu cachorro possui tendência a excesso de excitação ou ainda possuir algum transtorno de testosterona, é normal que deseje se auto-estimular com frequência. Porém, só quem pode afirmar se é o caso do seu amigão é o veterinário através de alguns exames clínicos. Isso porque o excesso hormonal é um distúrbio endocrinológico e precisa de tratamento se for o caso. Porém, se for apenas um problema comportamental, é você e seu adestrador que precisarão resolver a questão.

Sobre o tratamento, tudo depende do caso. É indicado que seja feita a castração do cachorríneo assim como uso de medicamentos, acupuntura ou homeopatia. Tudo depende da preferência do tutor. Porém, caso seja diagnosticado que é um problema comportamental, você precisará ensina-lo a não fazer isso.

Precisará educa-lo a não fazer e dar-lhe premiações quando você perceber que ele desejou, porém não fez. Vale ressaltar que este não é um comportamento exclusivo de machos, as fêmeas também podem desenvolver o comportamento, principalmente quando estão no cio.

Como evitar o problema ‘esfrega esfrega’

O ideal é sempre castrar seu amigo de estimação. A castração deve ser feita antes do primeiro cio da fêmea ou antes dos 5 meses no macho. Além de evitar este tipo de comportamento incômodo, a castração previne cânceres diversos e também a gravidez psicológica, isso além das crias indesejadas.

Caso você deseje impedir através da adestração, lembre-se que nenhum cachorro aprende na base da agressão física. Você apenas o irá traumatizar e sacrificará a relação que tem com ele. Lembre-se que os cachorros são apaixonados por seus donos e quando tem sua confiança quebrada, é muito difícil restaura-la. A decepção de um cão ao apanhar do tutor que tanto ama é imensa, assim como o sofrimento também. Então, jamais faca isso.

É importante que você não estimule este comportamento dando-lhes brinquedos e almofadas para praticar o ato. Desde a primeira vez você deve impedi-lo dizendo ‘não’ de forma firme e lhe empurrando de leve. Você também pode borrifar um pouco de água no seu focinho quando ele estiver pronto para a ação, assim deixando ele com uma sensação desconfortável e o condicionando a não praticar mais.

Por que cachorro se esfrega nas visitas? 2

Você também deve ter uma rotina bem definida com caminhadas diárias, brincadeiras em casa e também estar sempre solicitando sua companhia. Cachorros que não ficam entediados tendem a desenvolver uma menor quantia de comportamentos compulsivos e desagradáveis. Lembre-se sempre que cães possuem muita, muita energia e precisam gasta-la diariamente para evitar que fiquem entediados, ansiosos e até mesmo desenvolvam depressão. Por isso, fique sempre de olho.

Converse com a visita também

Tenha em mente que a casa não é só sua como do cachorro também, por isso converse com a visita antes. Alerte que seu cachorro está com um problema hormonal ou comportamental que você está tentando resolver e que por hora, ele ainda está com o hábito de se esfregar. Instrua ela a dizer ‘não’ de forma enfática e empurra-lo delicadamente para impedir que se aproxime.

Caso você receba crianças em casa, já avise os familiares do ocorrido e instrua os pequenos a não agredirem o cachorro nem o empurrarem com força, é importante ter cuidado pois cães são muito sensíveis e se magoam com facilidade. Instrua as pessoas a respeitarem não apenas você como seu amigo peludo também.

Você sabia de tudo isso? Comente!