É normal que ouçamos um barulho e no mesmo segundo já possamos ver nosso cachorro com suas orelhinhas em pé, na direção do barulho. Porém, será que sua audição é realmente aguçada?

Então… Ela não é só aguçada como SUPER aguçada. Alguns estudos são capazes de afirmar que os cachorros conseguem ouvir sons que são emitidos a uma distância 4 vezes maior do que os sons que ouvimos, só pra você ter uma ideia.

Estrutura da audição canina

Pois bem, o ouvido do cachorro quando o assunto é estrutura é bem parecido com o nosso. Ele também possui tímpano e um conjunto de pequenos ossos que vibram quando recebem os barulhos, assim enviando sinais ao nervo auditivo que os interpreta. Entretanto, enquanto nós conseguimos ouvir apenas sons emitidos entre 20 e 20 mil hertz, já os cães escutam sons de 15 a 40 mil hertz… já pensou?

Leia também: Curiosidades sobre o focinho do cachorroaudição

Segundo pesquisadores, esta diferença se dá na orelha externa dos cachorros. Isso mesmo, além de ser felpuda e adorável, a orelha dos cães conta com incríveis 18 músculos capazes de movimenta-la, assim permitindo localizar a melhor posição para captar os sons. Por isso que ao ouvir algum barulho que desperte curiosidade, o cachorro ergue as orelhinhas e as movimenta até achar a fonte do som.

Os sons que não ouvimos

Muitas pessoas se perguntam como o apito de controle para cães funciona se ele não emite nenhum som… A verdade é que ele emite um som que atinge mais do que 20 mil Hz, assim sendo extremamente agudo. Ele justamente serve para controlar os cães porque os incomoda devido a imensa sensibilidade auditiva, assim o fazendo parar imediatamente de latir – o que sinceramente eu considero uma crueldade.

Só para ter ideia, se o som de britadeira da construção ao lado da sua casa pode causar enxaquecas fortes em você, imagine só o que ele pode fazer no seu cachorro. Dependendo da proximidade e intensidade o som pode até mesmo causar danos físicos a audição do pequenino, entretanto sons distantes e constantes já têm o poder de causar medo, agitação e irritação.

Cuidados importantes

Assim como as demais partes do corpo canino, a audição também requer uma série de cuidados. É muito importante que você jamais exponha seu cachorro a barulhos repentinos e muito altos por muito tempo, isso porque esta exposição poderá causar futuramente a perda gradativa do poder auditivo. Além disso, é importante ficar de olho em otites que precisam ser tratadas o mais depressa possível. Isto porque este tipo de infecção também é capaz de causar a surdez.

Você deve sempre manter as orelhas do seu cachorro limpas e jamais deixa-las molhadas por muito tempo. Caso você perceba que ele está com algum incômodo nos ouvidos, levando a patinha até eles e o coçando com frequência, leve o cachorro ao veterinário o mais rápido possível. Pode tanto ser apenas algum acúmulo de sujeira ou uma grave otite, então tome bastante cuidado.

A audição dos cachorros é boa? 2

Fique sempre atento à qualquer mudança

Existem outras doenças como a síndrome de Cushing, cinomose ou traumas na orelha e cabeça que podem causar problemas auditivos, isso sem considerar o uso de medicamentos sem prescrição que pode acarretar problemas na sensibilidade da audição canina. Esta é mais uma razão para você jamais pular o check-up semestral do seu cachorro, durante estas consultas o veterinário irá verificar todo o corpo do seu cachorro para garantir que está tudo bem e claramente isso inclui as orelhas e ouvidos também.

É importante ficar de olho porque os cachorros podem não falar, porém eles demonstram sinais quando estão precisando de auxílio. Se seu cachorro não responde mais ao seu chamado o assovio, não dá bola quando o telefone toca e não late mais ao ouvir a campainha, talvez sejam sinais de problema na audição. Neste caso, procure seu veterinário rapidamente para procurar um tratamento adequado e impedir que ele perca totalmente a audição.

Infelizmente, no Brasil não é comum que clínicas veterinárias possuam equipamentos capazes de realizar a audiometria em cachorros e gatos para avaliar o grau de surdez. Além disso, ainda não existe cura para a surdez canina congênita ou causada pela idade e nestes casos é preciso ter orientação para ajudar seu amigão a ter a melhor qualidade de vida possível diante da nova situação com a qual ele se encontra.

Existem formas de adaptar o dia-a-dia e a rotina para que um cachorro surdo consiga viver normalmente, comer, dormir e brincar muito com seu tutor. Tudo o que você precisa é da orientação correta.

Você sabia de tudo isso? Comente!