Canecas para Presente

Infelizmente muitos cachorros se sentem apavorados quando chega um dia de chuva, chegando a ficar transtornados durante tempestades. Com isso, é claro que nós – tutores – ficamos tristes e queremos encontrar soluções para este grande problema. Hoje vou ajudar você a encontrar essas soluções!

Leve a sério

Medo é algo realmente sério e não é porque a tempestade em teoria não fará mal ao seu amigão que ele acredite nisso. Segundo especialistas, o cachorro ouve barulhos aos quais não compreende. Devido a sua aguçada audição, é como se cada trovão estivesse extremamente próximo, fazendo o cachorro acreditar que a tempestade realmente lhe fará mal.

Além disso, todo este medo causa um grande estresse que, com o tempo, vai traumatizando o cão até que pequenos barulhos comecem a apavora-lo também. Todo esse terror de forma recorrente desgasta o corpo do cachorro, podendo causar problemas cardíacos, paradas respiratórias e diversos outros problemas. Então, leve seu amigão a sério.

Leia também: Por que barulho de fogos de artifício incomoda os cachorros?

chuva

Identificando o medo

É muito importante observar do que exatamente seu cachorro tem medo, para isso basta vê-lo em um dia de tempestade. Um cachorro que possui medo da chuva apresentará respiração ofegante, coração acelerado, pupilas dilatadas, nariz quente, rabo entre as pernas, orelhas e cabeça baixa e salivação em excesso. Ele também poderá tentar fugir ou se esconder, ficar no quarto do tutor ou junto dele. Se for confirmado e seu cachorro realmente tiver medo de chuva, você precisa lidar com ele antes que se torne um verdadeiro trauma.

Como lidar com o medo de chuva

Existem quatro passos que você precisa seguir para ajudar seu cachorro a superar este grande medo, o mais importante é que você não se desespere e que consiga ajuda-lo da melhor maneira possível. Veja a seguir nossas quatro dicas principais.

Fique tranquilo

As suas emoções também são muito importantes nestas situações, isso porque os cachorros são capazes de identificar quando você está nervoso, ansioso ou triste, assim absorvendo as suas emoções para ele também. Por isso, acalme-se e fique tranquilo pois tudo dará certo. Ao ver sua calma, o cão tende a tentar se acalmar também, assim mantendo a paz em casa.

Jamais reforce o medo

Jamais reforce o comportamento que o cachorro tem quando está com medo. É importante que você o afaste do estímulo o levando para um cômodo fechado onde não dê para ouvir muito o barulho da chuva. Feche as janelas e não o deixe olhar para fora e promova um ambiente tranquilo.

Traga o cobertor favorito dele, os brinquedos e interaja, jamais tire fotos ou reforce as atitudes que seu cachorro tem quando está apavorado pois ele achará que está agradando e que deve continuar. É importante também que você não tente o colocar no colo, abraça-lo ou acaricia-lo pois este é um comportamento de conforto, ou seja, dirá ao cachorro que realmente há o que temer e que ele precisa ser protegido por você.

Faça com que ele dê atenção a outras coisas

Faça com que ele se distraia e perca a atenção da chuva que está destruindo a cidade. Brinque com ele, corra com ele pela casa, jogue a bolinha, ligue a televisão ou uma música em um volume mais alto, enfim. Faça coisas que ele goste para que ele se distraia e pare de prestar a atenção na chuva. Tudo o que a gente foca, expande, e o mesmo serve para os cães. Quanto mais eles ficarem prestando atenção nos barulhos, mais medo sentirão.

Como ajudar cachorro com medo de chuva 2

Utilize a chamada dessensibilização sistemática

O que é isso? É apresentar a causa do medo pouco a pouco até que ele não sinta mais medo. Se ele tiver medo dos trovões, por exemplo, grave os sons da chuva e vá o apresentando para o cachorro de vez em quando. Primeiro coloque em um som bem baixo e vá aumentando gradativamente dia após dia até que ele se acostume totalmente com o som, assim ele irá começar a criar coragem e quando a tempestade chegar, ele estará totalmente pronto para enfrenta-la.

Com persistência e auxílio é possível ajuda-lo a enfrentar qualquer coisa. Por isso, fique sempre atento quando medos assim começarem a surgir para que você tenha tempo de interferir e auxilia-lo a superar. O que importa é que ele fique bem, são e salvo, não é mesmo?

Caso você sinta que ele tenha muito pavor, você pode consultar seu veterinário de confiança e pedir um floral que ajude-o a ficar mais calmo durante estes períodos, assim sendo mais fácil para ele prestar atenção nos quatro passos que você está tentando introduzir para que ele finalmente perca o medo de uma vez por todas.