Canecas para Presente

Se na hora de dormir você já percebeu que seu cachorro ronca, certamente deve ter ficado curioso sobre as razões que causam este barulho, não é mesmo? Afinal, por que cachorros roncam?

Cachorros roncam durante o sono

Muitos cachorros roncam enquanto dormem e isso ocorre em certos casos devido a posição em que ele dorme, comprimindo seu nariz e causando a dificuldade na passagem do ar e produzindo o som do ronco. Ou seja, se você perceber que seu cachorro ronca apenas quando está em certa posição, fique tranquilo pois é normal e nada preocupante. Para fazer o teste basta você delicadamente ajuda-lo a mudar de posição sem acorda-lo, assim fazendo com que o som pare quase que imediatamente.

Cachorros que roncam enquanto respiram

Aqui sim mora o perigo e é preciso estar sempre de olho na respiração do seu filho peludo para saber se esta tudo de acordo como deveria. Veja a seguir algumas formas do ronco e suas causas

Invasores no sistema respiratório

Às vezes acontece de pequenos objetos acabarem entrando nas narinas e assim obstruem a passagem do ar, originando o som de ronco que ouvimos ao longo do dia. Esses objetos podem ser espinhos, planta, pedaços pequenos de plástico e diversos outros tipos de corpos pequenos que podem invadir o sistema respiratório do seu cãozinho.

Se este for o caso, seu cachorro irá espirrar muito além de roncar na tentativa de retirar o objeto, ele também irá esfregar as patas na região para ajudar. Caso o objeto permaneça no corpo, é possível que cause infecções e neste caso o principal sintoma é a secreção espessa que sairá da narina afetada. Caso você perceba este comportamento anormal, corra para o veterinário o mais rápido possível para que ele possa utilizar os instrumentos necessários e retirar este corpo estranho que tanto incomoda.

Leia também: Por que cachorro gosta de dormir embaixo do cobertor?

roncam

Problemas nas vias aéreas

É possível que seu cachorro esteja com algum problema nas vias aéreas como a própria secreção nasal que é capaz de obstruir o nariz tanto em maior quanto menor grau, assim dificultando a respiração e causando o som que você ouve. Essa secreção pode ser bastante espessa ou rala, isso além de ter diferentes colorações.

Em geral ela é causada por crises alérgicas, infecciosas ou ainda de rinite. Um cachorro que possui outros sintomas como náusea, secreção nos olhos, espirro ou tosse precisa ter atenção redobrada, necessitando de tratamento receitado pelo veterinário pois podem ser sinais de diversos tipos de doenças. Fique de olho e não espere para buscar ajuda especializada.

Pólipos no nariz

É possível que se desenvolvam pólipos na cavidade nasal, eles parecem uma cereja com cabo e obstruem a passagem de ar, assim provocando ronco e sangramentos também. Se for o caso do seu cachorro, será necessário realizar um pequeno procedimento para retira-lo e é importante estar sempre de olho pois esses pólipos nasais surgem novamente.

Tumores nasais

Infelizmente esta também pode ser uma causa e algumas raças já possuem essa predisposição, sendo elas o Airedale Terrier, o Basset Hound, o Bobtail e o Pastor Alemão. Quando surge, o tumor causa secreções e sangramentos e devem ser retirados com cirurgia, entretanto tumores malignos em estágio avançado podem fazer com que apenas a retirada não provoque a cura, sendo necessário realizar radioterapia.

Por que cachorros roncam? 2

Cachorros braquicefálicos

Os cachorros braquicefálicos também podem acabar desenvolvendo este tipo de problema, entretanto sua própria formação de crânio largo e focinho curto podem causar o som e a dificuldade na respiração. Isso porque sua anatomia naturalmente apresenta obstruções nas vias respiratórias que provocam suspiros, bufadas e claro, roncos.

O que fazer?

O primeiro passo é tentar descobrir a causa e ir consultar seu veterinário de confiança descrevendo exatamente o que está acontecendo com seu cachorro. Dependendo da causa ele irá prescrever o diagnóstico necessário. Além disso, até conseguir leva-lo ao veterinário, existem alguns cuidados que você pode tomar em casa para evitar problemas.

  • O primeiro passo é limpar diariamente as fossas nasais com uso de soro, peça para seu veterinário de confiança ensinar a forma correta de realizar este procedimento;
  • Depois, é preciso que você utilize peitoral e abandone a coleira por algum tempo já que ela pode apertar e pressionar o pescoço, causando mais uma dificuldade na respiração;
  • Não exponha seu cachorro a temperaturas muito altas;
  • Caso vá passear, prefira áreas com sombra;
  • Leve sempre água consigo para refrescar seu cachorro durante o passeio;
  • Também lembre-se de controlar a comida e a água, assim evitando a asfixia. Dê ambos em pequenas porções diversas vezes por dia;
  • Não permita que seu cachorro se torne obeso, o exercite todos os dias e monitore a quantidade de comida;
  • Não o exponha a estresse ou excitação.

Você sabia de tudo isso? Comente!