Canecas para Presente

Ao começar a apostar em uma dieta caseira para seu cachorro é comum que você tenha dúvidas em relação aos ossos. Afinal, será que é possível dar ossos cozidos para cachorro ou este é um hábito ruim que pode trazer danos a saúde? É o que hoje iremos descobrir!

Posso dar ossos cozidos para cachorro?

NÃO. Não, não e JAMAIS. Você não deve dar ossos cozidos para cachorro devido a seu imenso perigo. Isso porque eles são capazes de causar perfurações intestinais ou até mesmo obstrução na garganta. O perigo aparece nos ossos cozidos porque durante o cozimento, a peça de origem animal fica bastante frágil, assim fazendo com que ela possa acabar se estilhaçando e danificando as paredes do sistema digestivo. Além disso, após o cozimento, o osso fica totalmente sem nutrientes, então além de ser perigoso não é nenhum pouco benéfico.

ossos cozidos

Este é momento para ignorar o que diziam os antigos. Afinal, talvez você tenha crescido vendo seu cachorro comer os ossos cozidos que sobravam dos churrascos e almoços de família. Entretanto, saiba que além de toda a questão da fragilidade do osso, também existe a questão do excesso de sal e temperos que podem fazer mal ao seu cachorro. Lembrando que alimentos como alho e cebola que são constantemente usados na hora de temperar são tóxicos aos cães. Então não caia na conversa e cuide bem dos eu cachorro. Afinal, a saúde dele só depende de você.

Os perigos dos ossos cozidos

Você pode estar achando que é besteira por justamente fazer isso há anos sem danos. Entretanto, para um acidente sério só basta uma vez. Além disso, você pode estar causando problemas e lesões em ao menos perceber. Veja agora o que pode acontecer quando um cachorro come um osso cozido.

– Rotura dos dentes;
– Obstrução direta da traqueia, causando dificuldades para respirar e tosse também;
– Peritonite;
– Lesões e também perfurações nas gengivas, língua, estômago, esôfago, reto e intestinos.

É muito importante que você esteja sempre atento a qualquer tipo de mudança de comportamento após a ingestão de um osso cozido, além disso não hesite em consultar seu veterinário de confiança em caso de qualquer dúvida. Diversos dos problemas anteriores são graves e podem ocasionar sérios problemas de saúde e até mesmo a morte do cachorro senão houver tratamento adequado a tempo.

Certo, e os ossos crus?

Estes estão liberados, isso porque oferecem grande quantia de cálcio, fósforo e minerais. Isso além do fato dos cães adorarem mastiga-lo tanto pelo sabor quanto pelo divertimento. O consumo de ossos crus é muito recomendado pelos veterinários e pode ser dado pelo menos uma vez por semana além de poder oferecer tanto diretamente quanto já moído em uma picadora de carne. Vale ressaltar que o osso precisa primeiro passar por um processo mínimo de 72h no congelador para eliminar parasitas que possam estar presentes.

Posso dar ossos cozidos para meu cachorro? 2

Quais são os melhores ossos crus para dar para cachorro?

Caso esteja cogitando começar a aplicar as famosas dietas cruas chamadas BARF ou ACBA, certamente já teve esta dúvida. Uma informação importante antes de começarmos é que é muito importante dar ossos com carne para os cachorros, sem raspa-los antes. Os preferidos e mais benéficos são:

– Mocotó de boi
– Joelho de boi
– Carcaça de frango
– Pescoço de frango
– Asinha picada de frango
– Pata de frango
– Cartilagem de peito de frango
– Ossos de presunto
– Joelho de vaca
– Costelas inteiras de boi
– Pescoço de peru
– Pescoço de cordeiro

Ao dar ossos crus é muito importante supervisiona-lo enquanto come para poder agir rapidamente em caso de engasgo ou também que se machuque com o pedaço do objeto de origem animal. É importante atenção pois mesmo cru ele ainda apresenta riscos, porém não é motivo para deixar de dá-lo. Basta tomar bastante cuidado e ter a atenção necessária neste momento.

Além disso, ao decidir mudar a dieta do seu cachorro o primeiro passo é buscar por ajuda profissional. Apenas seu veterinário de confiança poderá prescrever a dieta correta para que não haja deficiência nutricional. É muito importante ter cuidado nestas mudanças pelo fato de que alguns cachorros também possuem particularidades como alergia alimentar, obesidade, diabetes e outras doenças que precisam ter atenção durante essas mudanças. Por isso, jamais brinque com a saúde do seu cachorro, preze por ela.