Canecas para Presente

O lúpus é uma doença autoimune que atinge o ser humano e que causa muita preocupação quando aparece. Entretanto, será que esta é uma doença capaz de atingir os cachorros também? Vamos descobrir!

O que é lúpus canino?

Como dissemos acima, o lúpus é uma doença autoimune onde o organismo ataca a si mesmo e infelizmente sim, ela pode atingir os cachorros. Para ser precisa, ela age em um depósito de complexos imunes atingindo a pele ou ainda em diferentes órgãos.

Pesquisas tem revelado que existe predisposições como exposição de raios ultravioletas, vacinas com vírus ativos modificados ou a própria genética. Algumas pessoas acabam acreditando que o lúpus é um câncer, porém esta não é uma verdade. Existem dois tipos de lúpus que se manifestam nos cães, a lúpus eritematoso sistêmico ou a lúpus eritematoso discoide. O primeiro é um distúrbio autoimune multissistêmico enquanto o segundo é mais leve e benigno, limitado à pele.

Leia também: Óleo de salmão faz bem para cachorro?

Lúpus

Lúpus canino eritematoso sistêmico

Quando na forma sistêmica é possível ver que vários órgãos são afetados, sendo os principais a pele, os rins, o coração e/ou as articulações. Quando manifestado, causa dor articular, febre episódica, problemas renais, anemia ou estomatite. Além disso podem surgir lesões como úlceras na pele, principalmente na região da face, nariz e nos coxins que engrossam, ulceram e podem cair. A área ao redor das unhas também pode acabar sendo infectada, causando desprendimento, além disso costumam surgir erosões e quedas de pelo. O primeiro sintoma a aparecer em geral é a coxeira que muda de pata e um caminhar cambaleante.

Lúpus canino eritematoso discoide

Esta é uma versão mais comum da doença que se restringe a lesões na face e orelhas, porém também pode aparecer nos coxins e na área genital. De início, se manifesta com pequenas lesões perceptíveis devido a área incolor ou avermelhada do espaço. Quando o tempo passa, as lesões podem se tornar úlceras e crostas. Ela causa dor, coceira e piora na luz do sol. Existem algumas raças que possuem maior propensão a desenvolve-la como o Border Collie, o Pastor Alemão e o Husky Siberiano.

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser difícil devido a dificuldade de perceber seus sintomas, principalmente porque são bastante variados e para chegar a causa exata é preciso eliminar diversos outros fatores. Por isso, é importante que o veterinário preste muita atenção ao histórico do paciente. Serão necessários diversos exames, principalmente de sangue e urina além de biópsias e exames de anticorpos. No caso do lúpus eritematoso discoide, sua identificação é simples devido às lesões que aparecem na pele.

Tem cura?

Felizmente hoje existe tratamento para o lúpus, entretanto tudo depende de sua apresentação. No caso da discoide, são prescritos medicamentos orais e tópicos a base de corticoides, isso além de antibióticos se for necessário. Também é indicada a ingestão de vitamina E de forma oral. Já o tipo sistêmico precisa de imunossupressores para interromper o ataque ao organismo, isso além de realizar tratamentos para cada órgão afetado. Também é importante evitar a exposição a luz do sol e também aplicar protetores solares regularmente.

Cachorro pode ter lúpus? 2

É contagiosa?

O lúpus não é contagiosa, então pode ficar tranquilo. Ela ocorre devido a uma falha no sistema imunológico fazendo com que o mesmo ataque suas próprias células. Este não é um defeito contagioso, ele não pode ser transmitido de um animal para o outro muito menos para os seres humanos. Por isso, saiba que não são necessárias medidas de proteção de contágio, pois ele é impossível.

Expectativa de vida

Como já dissemos, o lúpus é uma doença tratável. Entretanto, no caso sistêmico, tudo depende do prognóstico devido ao fato de afetar diferentes órgãos. O quadro fica especialmente delicado quando os rins são afetados, sendo necessário muito cuidado e muita medicação para reverter o quadro. Porém, isso não significa que não haja cura. O veterinário fará tudo o que conseguir para suprimir o ataque do organismo e também para tentar trazer os órgãos afetados de volta a sua saúde plena, por isso a importância de visitar o profissional da saúde regularmente e sempre fazer check-ups. Quanto mais rápida a descoberta, maior a chance de cura.

Importante

Sempre ao menor sinal de mudança no comportamento do seu cachorro, leve-o para visitar seu veterinário de confiança. Não apenas o lúpus como diversas outras doenças podem ser curadas com muito mais facilidade e menos sofrimento se forem descobertas em seus primeiros estágios. Logo, nunca esqueça de seguir a carteira de vacinação, desparasitação e também de exames e check ups anuais. A saúde do seu cachorro depende apenas de você.

Você sabia de tudo isso? Comente!