Canecas para Presente

Ter um olho de cada cor tem nome: heterocromia. Esta é uma caraterística adorável e procurada por muitos tutores. Porém, quais raças podem ter um olho de cada cor? Vamos descobrir!

Heterocromia é uma palavra de origem grega que significa ‘diferente coloração de íris, tez ou pelo’. Por incrível que pareça, a ciência considera isso um defeito genético e é muito comum tanto em cachorros quanto em gatos, cavalos e até mesmo no ser humano. Ela ocorre devido a herança genética. Tudo depende da coloração e da quantia de melanócitos que a íris possui. Existem dois tipos de heterocromia e duas causas:

Leia também: Curiosidades sobre o focinho do cachorro

Heterocromia: Quais raças podem ter um olho de cada cor? 3

– Heterocromia iridium ou completa é quando existe um olho de cada cor, já a heterocromia iridis ou parcial é quando existem duas cores em apenas uma íris.
– Sobre as causas existe a heterocromia congênita que consiste na característica devido a genética e a heterocromia adquirida que acontece após um traumatismo ou doença como glaucoma ou uveíte.

Uma curiosidade interessante é que a heterocromia completa não é muito comum em pessoas, sendo mais evidente em cachorros e gatos. Além disso, esta característica não afeta em nada a visão do animal, então fique tranquilo.

Quais são as raças que possuem heterocromia completa?

Existem algumas raças que já possuem a pré-disposição a nascerem com a heterocromia completa devido a fatores genéticos como mencionamos acima. As raças mais comuns a desenvolver a característica são Husky Siberiano, Pastor Australinao e Catahoula Cur. No caso do Husky, o standard do AKC (American Kennel Club) e também da FCI (Fédération Cynologique Internacionale) aceitam um olho marrom e outro azul e também a heterocromia parcial. O mesmo ocorre com o catahoula leopard dog. Já o pastor australiano tem os olhos pardos, azuis ou âmbar.

O que causa a coloração azul e castanha?

Para que um cachorro tenha um olho castanho e outro azul, em geral o responsável é o gene Merle. É ele quem comanda a coloração azul da íris e também a pigmentação ‘borboleta’ existente no nariz canino. Ele também é o responsável pela heterocromia parcial que mostra um olho castanho, outro azul e dentro do segundo, um pouco de pigmentação castanha. Tanto o pastor australiano quanto o border collie em geral possuem maior tendência a ter o gene Merle. O albinismo e também as manchas brancas ao redor dos olhos são outros exemplos de efeitos causados pelo gene Merle.

Heterocromia: Quais raças podem ter um olho de cada cor? 4

Quais raças possuem tendência a desenvolver a heterocromia parcial?

Assim como algumas raças tendem a ter a heterocromia completa, a heterocromia parcial também é característica de algumas raças específicas. São elas catahoula cur, dogue alemão, gorgi galés de pembroke, border collie e pastor australiano. Neste caso a característica é resultado de quando a eumelanina se dilui ou se modifica devido a genes recessivos de série D ou B, assim resultando em sombras amarelo-esverdeadas ou ainda cinza-amareladas.

O gene Merle é capaz de diminuir os pigmentos aleatórios nos olhos e nariz, sendo os olhos azuis a consequência da perda de pigmento. Uma informação importante é que o husky siberiano também pode apresentar heterocromia parcial, mesmo que ocorra com menor frequência.

É possível que um vira-lata tenha heterocromia?

É sim! Como é um fator genético, é possível que o cachorro desenvolva a heterocromia se tiver na sua árvore genealógica algum parente que tenha tido heterocromia. É importante entender que esta é apenas uma característica como qualquer outra e não representa nenhum sinal ou problema de saúde e você pode ficar super tranquilo. Caso tenha dúvidas, sempre busque pelo seu veterinário de confiança.

Você sabia de tudo isso? Já teve um cachorro com heterocromia? Comente!