Canecas para Presente

Nós alimentamos nossos cachorros diariamente e esperamos que eles sintam o gosto como nós, mas será que é assim mesmo? Será que quando você der um delicioso morango, ele sentirá o mesmo sabor que nós sentimos? Vamos descobrir!

Infelizmente, a forma de recepção dos sabores é diferente, sendo menor do que a nossa. O sabor é uma das sensações mais antigas quando falamos de evolução e que só foi se modificando e se aprimorando graças ao fogo e a origem da culinária. O homo sapiens começou sua relação com as papilas gustativas quando começou a cozinhar, misturando e dissolvendo seus alimentos na água aquecida.

Essas descobertas foram essenciais para a sobrevivência no passado já que fazia a carne durar mais e garantia uma melhor saúde, por isso hoje temos um sistema sensorial bastante avançado capaz de sentir nuances nos sabores que são maravilhosos. Os lobos, por conviverem com seres humanos, também começaram a aprender a distinguir os alimentos de acordo com cheiro e gosto para garantir sua sobrevivência. Porém, o mesmo não se aperfeiçoou tanto.

Leia também: O que fazer quando cachorro recusa a ração

gosto

O que os cães sentem?

Assim como nós, os cachorros sentem sabbores através de um conjunto sensorial chamado paladar e o que odefine são as pequenas saliências chamadas papilas que temos na língua. São ela que definem a sensibilidade gustativa através de seu número e tipologia. Atualmente um ser humano possui cerca de 9 mil papilas gustativas, permitindo uma imensa gama de sabores. Já os cães possuem apenas 1700 papilas gustativas, o que os dá muito menos paladar e os faz sentir o sabor de uma forma diferente.

Assim como nós, os cães também sentem os quatro sabores base, são eles o doce, o salgado, o azedo e o amargo, a diferença está na intensidade. O sal por exemplo, nós reagimos muito ao sal, precisamos dele na alimentação dosado perfeitamente para que não fique extremamente salgado ou com gosto nenhum. Entretanto, devido ao alto teor de sódio encontrado nas carnes, os ancestrais os cães não desenvolveram receptores de sal altamente sincronizados, o que significa dizer que eles mal sentem o sabor, então em seu caso, não faz muita diferença.

Cachorro sente gosto como nós? 2

O gosto da água

Assim como alguns mamíferos, os cães também possuem um paladar específico para a água, este é super aguçado e é algo que não temos. Por isso, ao tomar água, é como se o cão a saboreasse e sentisse grande prazer ao ter água gelada e fresquinha à disposição. Após ingerir alimentos salgados ou doces, a sensibilidade ao sabor da água aumenta mais ainda, por isso é comum que após comer eles irem diretamente ao potinho de água.

Este fato ocorreu na evolução com o objetivo de fazer os carnívoros ingerirem grande quantidade de água para conseguir manter o equilíbrio dos fluidos internos. Isto porque comer carnes exige uma grande quantidade de água para realizar a digestão da forma correta e também para eliminar tudo o que sobrar neste processo. Uma informação interessante é que como dissemos, o alimento salgado faz com que sintam ainda mais sabor na água e também faz com que o corpo precise de muito mais líquido. A evolução é extremamente sábia, não é mesmo?

Receptores de carne

Cães por essência são carnívoros e aos poucos estão se adaptando a uma dieta onívora. Entretanto, em estado selvagem, pelo menos 80% de sua dieta será composta por carne, comendo vegetais apenas em extrema necessidade devido a ausência de animais no território. Por esta razão além de ter sensores capazes de detectar o doce e o salgado, o azedo e o amargo, os cachorros também possuem papilas gustativas específicas para o sabor da carne, das gorduras e também de outras partes da proteína animal. Por isso, eles sentem grande prazer ao comer este tipo de alimento chegando a nuances de sabor que nem conseguimos imaginar.

Você conhecia todas essas informações? Comente!