Canecas para Presente

Todo tutor sonha com o dia em que poderá viajar com seu melhor amigo peludo, porém antes de realizar esta vontade é muito importante estar informado. Saiba agora que precisa para viajar com seu cachorro.

Até pouco tempo era necessário correr atrás do chamado Guia de Trânsito Animal, este é um documento federal que serve para orientar o transporte e comercialização de animais dentro do país. Este é fundamental para animais silvestres, exóticos, bovinos, suínos, ovinos, aves, animais aquáticos e de laboratório. Ele também era necessário para cães e gatos, porém felizmente a burocracia diminuiu e o guia de trânsito animal não se faz mais necessário.

Hoje você precisa ter um atestado de saúde e vacinações, este deve ser emitido por um profissional veterinário. Porém, antes de realizar qualquer viagem é muito importante que você verifique quais são as políticas de transporte de animais de cada uma das empresas. Isto porque dependendo da forma e do trajeto, são feitas exigências para garantir a segurança de todos. Essas regras em geral envolvem o peso e o porte do pet assim como a caixa de transporte e até mesmo a raça e estrutura física do pequenino. Por isso sempre pesquise antes para ter certeza de que seu amigão poderá embarcar com tranquilidade.

Leia mais: Você sabia que existe seguro viagem para cachorro?

viajar

É importante porque existem empresas que não transportam cães e gatos braquicefálicos (com focinho curto) devido a combinação de estresse causado e problemas respiratórios típicos que podem causar o óbito do seu amigo peludo. Então, não seria nada legal você se preparar todo para sua viagem e não conseguir embarcar.

Para viajar: Certificado Zoossanitário Internacional

Conforme você começar a pesquisar sobre as exigências certamente cairá no termo CZI – Certificado Zoossanitário Internacional – que é o documento oficial e exigido para o transporte tanto de cães e gatos em viagens aéreas, ferroviárias e rodoviárias. Esse documento facilita muito a vida dos tutores, ele é expedido pelo Vigiagro – Serviço de Vigilância Agropecuária Internacional (órgão que é ligado a Secretaria de Defesa Agropecuária, ele está presente nos portos, aeroportos e também fronteiras brasileiras). Este certificado precisa estar assinado por seu veterinário de confiança e tem validade de apenas 10 dias. Caso a viagem passe deste período, você precisará consultar um novo profissional para que seja emitido um novo atestado e assim o pet possa retornar para casa.

Detalhes importantes

É importante perceber que cada país possui suas próprias regras quando o assunto é trânsito de animais, logo se sua viagem for internacional é preciso que você se informe sobre as regras do país do seu destino. Para isso você pode requisitar seu consulado para saber quais são as restrições e do que você precisa.

O que devo saber antes de viajar com meu cachorro? 2

Outro detalhe importante é que o CZI precisa ser assinado por um profissional veterinário que tenha registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária. A vacinação também precisa estar em dia sendo que a última precisa ter sido aplicada 30 dias antes da viagem pelo menos, não passando do período de um ano. De todas as vacinas, a mais importante é a antirrábica, sendo obrigatória para cães e gatos com mais de 90 dias de vida. É importante que você tenha consigo o nome da vacina, o fabricante, o lote, a data da vacinação e a validade também, por isso sempre mantenha a carteirinha de vacinação do seu pet em dia.

No certificado também constarão as informações mais importantes do tutor, as características do animal – raça, sexo, porte, pelagem, número do microchip, etc. Além disso é preciso ter o atestado de isenção de doenças e parasitas transmissíveis a outros animais. Por isso, estude bastante e certifique-se de que você está totalmente preparado para a viagem, assim garantindo que nada dê errado.

Você sabia de tudo isso? Comente!