Canecas para Presente

Já falamos aqui no blog sobre o que é a ansiedade de separação e chegou a hora de aprender também como tratar deste mal que afeta tantos cachorros pelo mundo. Vamos lá?

Leia também: O que é a ansiedade de separação?

Como tratar ansiedade de separação

A coisa mais importante que você precisa aprender é que assim que você perceber que algo mudou e que seu cachorro não está bem, você responda imediatamente. Não espere demais para trata-lo pois este é um problema que causa muito sofrimento ao seu amigo. Se no caso dele a ansiedade estiver causando um comportamento destrutivo, é muito importante repreende-lo assim que o ato ocorre. Não adianta você chegar em casa depois que o furacão já passou e coloca-lo de castigo pois o cão não irá entender o que fez de errado para merecer ser castigado.

É preciso pega-lo em flagrante para repreende-lo, senão de nada adianta. Apareça de surpresa em casa em horários que você não costuma fazê-lo e fique de olho. Quando ele começar a mastigar seus chinelos, você precisa aparecer e repreende-lo pelo comportamento errado, assim ele parará aos poucos de fazê-lo. Agora, se ele estiver exibindo afetividade excessiva quando você chega, é preciso ter coração de ferro e não demonstrar carinho da mesma forma. Para que a ansiedade por separação termine, você precisará ser firme e não se deixar levar pelas emoções.

tratar a ansiedade de separação

Para tratar a ansiedade de separação, ative o modo coração de pedra e ignore seu amigo por completo até que ele consiga por conta própria se acalmar. O mesmo deve ocorrer na despedida. Se ele começar a latir ou chorar, ignore. Não se despeça nem faça carinho pois apesar de você pensar que o está acalmando e ajudando, esta ação só piora tudo. Aja com naturalidade, de tchau de longe e vá para o trabalho. Se você é home office e tem observado esse comportamento no seu cão apenas nas poucas vezes que sai para ir ao mercado ou ver amigos, fique atento. É importante que você saia de casa por longos períodos e sem horário pré-estipulado por um tempo até que o cachorro se acostume a não estar sempre com você, assim reduzindo a ansiedade aos poucos.

É importante também modificar a rotina. Se todos os dias você pega a bolsa, o casaco e a chave para sair nesta ordem, comece a quebrar a rotina. Deixe a chave na bolsa para que ele não ouça o barulho, pegue o casaco primeiro e depois a bolsa, enfim. Vá intercalando e modificando a rotina até que ele não saiba bem afirmar quando você irá efetivamente sair para evitar a ansiedade.

Procure ajuda profissional

Como você pode perceber, tratar a ansiedade de separação tem diferentes causas e é por isso que é muito importante você consultar seu veterinário de confiança e contar para ele o que tem acontecido com seu amigão. Assim, ele poderá identificar a causa e ajuda-lo a tratar do problema da forma mais eficaz possível. Lembre-se também de sempre ter muitos brinquedos e distrações para o cachorro em casa, assim ele não ficará apenas esperando por você.

Você já passou por isso com seu cachorro? Comente!